Buriti (Mauritia flexuosa)

APRESENTAÇÃO DA CULTURA

O buriti é uma palmeira nativa das Américas do sul e central. No Brasil, predomina nos estados de Rondônia, Pará, Maranhão e Piauí, sendo encontrada também nos estados do centro oeste e sudeste. É também conhecida como coqueiro-buriti, buritizeiro, palmeira-dos-brejos e carandaí-guaçu. É considerada uma das espécies mais marcantes do cerrado, presente nas áreas de veredas. A espécie é muito importante para os mercados formal e informal da Amazônia, sendo utilizada na produção de alimentos, artesanato, cosméticos e combustíveis.

BOTÂNICA

O buritizeiro é uma das maiores palmeiras nativas do Brasil, podendo alcançar de 20 a 35 metros de altura. É uma palmeira dióica, com folhas do tipo costapalmadas em número de 8a 25 por planta podendo, chegar a quase 6 metros de comprimento. Os frutos são elipses oblongas cobertas por escamas de coloração marrom-avermelhado e possuem alto valor nutritivo.

SISTEMAS DE CULTIVO

No Brasil o Buritizeiro é explorado no âmbito do extrativismo. Devido sua ocorrência endêmica em áreas alagadas (veredas), que por sua vez são protegidas por lei ambiental específica, até o momento não há pesquisas com sistemas de cultivo para esta espécie.

INDUSTRIALIZAÇÃO E PRODUTOS DO BURITI

O buriti fornece uma ampla gama de produtos, dentre os quais podem se destacar as folhas, usadas na cobertura de casas e como fibras para artesanato, os frutos, nos quais a polpa é empregada no preparo de vários alimentos além de ser fonte de óleo comestível. Mais recentemente, o óleo da polpa do buriti tem sido largamente utilizado na produção de cosméticos.

Parceiros

 1  2  3  5  6  7  8 9

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2014 - Mantido com Wordpress